quarta-feira, 10 de abril de 2013

Como cuidar das plantas de interiores

Gosta de manter o verde dentro de casa? Veja algumas dicas importantes para que suas plantas estejam sempre bem cuidadas.

"
Cultivar plantas em ambientes internos parece simples, mas não é. Manter as plantas verdes e floridas o ano todo requer alguns cuidados, principalmente na hora de escolher o local onde o vaso será colocado. Para que suas plantas cresçam e embelezem os ambientes a dica é mantê-las próximas de janelas e varandas, certificando-se de que receberão luz solar e ventilação adequada. Caso a janela tenha cortinas ou persianas, é importante deixá-las abertas para facilitar a iluminação e a circulação de ar para sua planta. 


Conhecer as características de cada planta é essencial para saber qual é o ambiente ideal para que ela se desenvolva. As folhagens são espécies de plantas que melhor se adaptam aos ambientes internos, pois necessitam de menos luz para fazer a fotossíntese. Já as plantas com flores exigem maior incidência de raios solares e uma boa ventilação, sendo mais indicadas para varandas e ambiente abertos.

Como cuidar das plantas
As plantas que necessitam de incidência direta da luz do sol em suas folhas são classificadas como sendo da espécie de sol. Esse tipo de planta geralmente possui a formação de torrão, que é a combinação de suas raízes com terra compactada. Esse tipo de planta é mais forte e rústica do que as de sombra, por isso são um pouco mais resistentes.

Normalmente essas espécies crescem em solo de terra e exigem água em abundância, sendo aconselhável regá-las de 3 a 4 vezes na semana, bem como adubá-las constantemente.

Os cactos são exceção por serem espécies de sol capazes de absorver a umidade do ar através de uma fina pelugem que cobre suas folhas. Essas plantas preferem solos arenosos e podem apodrecer caso sejam constantemente regadas ou estejam expostos a longas temporadas de chuva.

As espécies de sombra ficam mais viçosas quando são plantadas em solos enriquecidos com serragem, húmus e outros nutrientes  necessários. A serragem auxilia na aeração do solo, impedindo sua compactação. Isso permite que as plantas se alimentem melhor e auxilia também para que as finas raízes se desenvolvam. Espécies de sombra também precisam de solos bem drenados para que não apodreçam com o acúmulo de água.
 
Cultivando em casa
O primeiro passo para quem vai cultivar plantas dentro de casa é escolher o vaso certo para cada tipo de planta. Os vasos indicados para acomodá-las devem ter a partir de 50 centímetros de diâmetro, o que garante espaço suficiente para o desenvolvimento das raízes. O material de fabricação do vaso também influencia no desenvolvimento das plantas, pois está diretamente ligado às trocas gasosas que a raiz faz com o meio ambiente. Vasos de plástico, metal e vidro devem ser evitados, pois não absorvem a umidade excessiva da terra e dificultam a oxigenação das raízes.

Um dos grandes problemas para as plantas cultivadas dentro de casa é o excesso de água, que acaba acumulando nas raízes e apodrecendo a planta. Para evitar este problema, a dica é colocar argila expandida ou brita no fundo do vaso, o que facilita o escoamento da água. Por cima desta camada é recomendado o uso de uma manta sintética, também conhecida como bidim, responsável por impedir que a terra do vaso se misture com a camada de argila ou de brita.

O plantio ou transporte de um vaso para o outro deve ser feito com muito cuidado para não danificar o torrão nem prejudicar o desenvolvimento da planta. Neste caso, a muda deve ser plantada no centro do vaso, preenchendo o entorno com a mistura proveniente de terra e compostos orgânicos vendidos nas lojas especializadas em produtos agropecuários. É importante pressionar a terra ligeiramente com a mão, até sentir que o torrão da planta esteja firme. Em mudas pequenas é aconselhável encher o vaso com a mistura de terra sem encher até a borda. Na terra devem ser feitos buracos com uma colher de jardinagem para acomodar as mudas, sem dobrar as raízes.

Para regar as plantas é preciso estar atento à temperatura ambiente e umidade do ar. Em locais frios deve-se molhar as plantas duas vezes por semana, enquanto nos lugares quentes o recomendado é que se molhe três vezes, sem encharcar o solo."

 


Post original do portal BBel
Acesse o link para ler o texto completo.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário